SEJA BEM VINDO

sábado, 6 de setembro de 2014

CONCERTO COMEMORATIVOS AOS 275 ANOS DO SEMINÁRIO SÃO JOSÉ

Sob a regência do Maestro Antonio Pedro de Almeida, o Seminário São José realizou o concerto comemorativo aos  seus 275 anos. Com a presença do Cardeal Arcebispo do Rio de Janeiro, Dom Orani Tempesta, seus bispos auxiliares, com a presença ilustre do Núncio Apostólico Dom Giovanni Danielo, além dos padres, diáconos, seminaristas e seus familiares.
O Coral do Seminário e a Orquestra de Câmara Sintonia da Antiga Sé, contou com 35 vozes e 6 músicos dos instrumentos flauta, trompete, violinos e Violoncelo.
Em um dos momentos de apresentação, Olívia Ferreira, cantora católica, abrilhantou com a sua voz emocionando as mais de 600 pessoas presentes.
Num repertório variado, destacamos entre muitas outras, a Marcha da Igreja, de David Julien, Deus de amor, de José Alves e, num pedido do arcebispo, após a bênção final, o hino de São José, fechando a noite musical.









Núncio Apostólico Dom Giovanni
 

Olívia Ferreira






Chegada de Dom Orani e o Núncio Apóstólico Dom Giovanni

Dom Roque 

Maestro Antonio Pedro de Almeida
Irmãs de Nossa Senhora do Bom Conselho

Fotos: ecosdesantana.com.br
Marcos Arzamendia

quarta-feira, 3 de setembro de 2014

275 ANOS DO SEMINÁRIO SÃO JOSÉ

O jubileu dos 275 anos do Seminário Arquidiocesano São José será comemorado nos dias 5 e 6 de setembro com uma programação especial:
Dia 5 de setembro, os festejos se iniciarão às 7h, em uma celebração destinada aos alunos dos seminários Maior, Propedêutico e Redemptoris Mater. A missa com Laudes será presidida pelo Cardeal Orani João Tempesta e concelebrada pelos bispos, formadores do seminário e os diretores dos Institutos de Filosofia e Teologia. No mesmo dia, na Igreja de Sant’Ana, às 18h30, haverá concerto do coral Schola Cantorum do Seminário Arquidiocesano São José, sob a regência do maestro Antônio Pedro de Almeida. A igreja fica na Praça Cardeal Dom Sebastião Leme, 11, no Centro.
Dia 6 de setembro, haverá missa em ação de graças pelos 275 anos do Seminário e Rito de Admissão às Ordens Sacras na Igreja Nossa Senhora das Dores, às 8h30, na Avenida Paulo de Frontin, 500, no Rio Comprido. A Eucaristia será presidida pelo Núncio Apostólico do Brasil, Dom Giovanni d’Aniello e concelebrada pelo Cardeal Orani João Tempesta, bispos e padres presentes. Será transmitida pela Rádio Catedral FM, WebTV Redentor e Redevida.


ANIVERSÁRIO DE MONSENHOR VITAL

Por: Carlos Moioli - Portal da Arquidiocese
Na busca de fazer a vontade de Deus
A expressão do autor divino ‘Tu és sacerdote para sempre, segundo a ordem de Melquisedec’ (Hb 5, 6), encontra uma feliz ressonância na vida e no ministério de monsenhor Vital Francisco Brandão Cavalcanti.
Nesta terça-feira, 2 de setembro, ele completou 90 anos de idade, com missa em ação de graças realizada na Paróquia Sagrado Coração de Jesus, na Glória. A maior parte de sua vida, totalmente dedicada a Deus, na esteira do seguimento do sumo e eterno sacerdote.
“Ainda hoje tenho procurado aplicar cotidianamente o Evangelho na vida. Não é fácil, mas me esforço para assimilar, na busca de dar uma resposta para Deus hoje”, explicou.
Os passos hoje podem ser lentos, a voz pode ser embargada, mas o múnus de proclamar e explicar a Palavra de Deus continua com o mesmo vigor dos primeiros tempos. Um ‘exemplo de sacerdote’, sinalizam os seus fiéis paroquianos. Desde que se tornou pároco emérito, celebra todos os dias da semana, às 12h05, para os colaboradores da Arquidiocese do Rio.
Feliz e agradecido pelo dom da vida e pela vocação recebida, monsenhor Vital explica que ainda se esforça para corresponder ao chamado de Deus.
“Três características marcam a minha vida: o amor a Eucaristia, a devoção a Nossa Senhora e o ‘sentir com a Igreja’, na estima aos pontífices, desde João XXIII até o Papa Francisco, no respeito e na vontade de viver as suas orientações”, pontuou.
Ação de graças
Neste ano, a comemoração de seu aniversário natalício está entrelaçada com o jubileu do Seminário São José. Considerado o decano dos seminaristas, um exemplo para quem deseja se consagrar a Deus. Mais que exemplo, é admirado por todos os seus irmãos de sacerdócio.
Apesar de levado, a vocação nasceu cedo. Não teve o exemplo de ninguém. Acredita que foi por influência de sua Comunhão precoce. Quando recebeu, pela primeira vez, tinha seis anos incompletos.
“A Eucaristia, que sempre tive um amor especial, me atraiu para o sacerdócio. Um amor que foi possível, motivado pelo Papa Pio X, cuja canonização tive a alegria de participar, em 1954, na minha primeira peregrinação a Roma. Foi ele quem permitiu e impulsionou as crianças a receber a Comunhão, desde que
soubesse distinguir a diferença do pão eucarístico”, explicou.
O menino Vital, filho do engenheiro mecânico Francisco Cezar Brandão Cavalcanti e de Maria Tereza Brandão Cavalcanti, nasceu em Recife (PE), no dia 2 de setembro de 1924. Com menos de dois anos veio com a família para o Rio de Janeiro, onde residiu primeiramente no bairro da Glória, junto com seus
avós paternos.
O ensino fundamental fez no Externato Coração Eucarístico. Entre 1935 e 1940 estudou no Seminário São José, no Rio Comprido, concluindo o ensino médio.
Os cursos de filosofia e teologia, de 1941 a 1947, fez na cidade de São Paulo, no Seminário Central da Imaculada Conceição, no Ipiranga.
No dia 7 de dezembro de 1947, aos 23 anos, era ordenado sacerdote por Dom Jaime de Barros Câmera, na Paróquia Nossa Senhora da Antiga Sé, no Centro, onde foi pároco na década de 1970.
Durante seu ministério sacerdotal, monsenhor vital, que recebeu o título do Papa João XXIII e confirmado pelo Papa Paulo VI, exerceu várias atividades no âmbito diocesano.
A primeira função, por 14 anos, foi a de professor do Seminário São José. Também foi notário e chanceler da Cúria, e vigário geral durante o Concilio Vaticano II, respondendo pela arquidiocese.
Foi ainda vigário episcopal, membro da comissão de Liturgia, do Conselho Presbiteral, defensor de vínculo no Tribunal Interdiocesano, penitenciário do Cabido da Catedral, coordenador da Escola Luz e Vida e redator do folheto da Foi capelão de diversas instituições de cunho social e educacional e assistente espiritual de diversas associações e movimentos, até hoje, como as Equipes de Nossa Senhora, o Serra Clube e Pia União das Filhas de Maria.

Congresso Eucarístico
Um dos eventos que permanecem na memória de monsenhor Vital é o Congresso Eucarístico Internacional, realizado no Rio de Janeiro, em 1955. Evento que ganhou impulso a partir dos decretos de São Pio X sobre a comunhão frequente (Sacra Tridentina Synodus, de 1905) e sobre a comunhão das crianças (Quam Singularis, de 1910).
 “O Congresso Eucarístico no Rio foi um movimento extraordinário para toda a Igreja. Fui um dos padres que carregou o carro na procissão final, que reuniu milhares de fiéis. Andando na rua de batina, as pessoas pediam para se confessar. Havia missas em muitos horários, até a meia-noite. Além da beleza do evento, os seus frutos perduraram em amor pela Eucaristia e no fortalecimento da vida paroquial”, destacou.

Vida de pároco

De 1964 a 1976, monsenhor Vital esteve à frente da Paróquia São Francisco Xavier, na Tijuca, onde construiu uma capela no Morro da Chacrinha. Por dez anos, também respondeu pela comunidade do Esqueleto.Em 1977, assumiu a Antiga Sé, depois de estudar por um ano em Roma, na Gregoriana, como presente pelos seus 30 anos de ordenação.
Na Paróquia Sagrado Coração de Jesus, na Glória, foi pároco por 22 anos, a partir de 1982. Preocupado com a evangelização de seus paroquianos, construiu também uma capela dedicada a Nossa Senhora da Paz, no morro Santo Amaro.
“Sempre fui um pároco caseiro, presente nas reuniões dos diversos grupos
existentes. Não descuidei dos jovens, da família, dos pobres. Não fiz tudo, mas
o possível. Acredito que deixei boas sementes”, pontuou.



Fotos e texto: Carlos Moioli

quinta-feira, 28 de agosto de 2014

CARIDADE SOCIAL E A POPULAÇÃO DE RUA

      No dia 26 de Julho, onde celebramos o dia da Padroeira Sant'Ana, já é costume, no meio da quermesse, a "barraquinha de Pastel e empada", coordenada pelo Monsenhor Gustavo Auler, pároco da Igreja de Nossa Senhora da Conceição e São José, no Engenho de Dentro.
      O resultado dos trabalhos desta barraca, são revertidos para o trabalho com a população de rua, idealizado pelo Monsenhor Gustavo e seus paroquianos.
Em Março deste ano de 2014, Mons. Gustavo Auler  sugeriu ao conselho paroquial um gesto concreto para este Ano da Caridade. A proposta foi à realização de um trabalho uma vez por semana, com pessoas em situação de rua.
 O Conselho concordou unanimemente, e desde o mês de Abril todas as terças feiras, a Comunidade do Engenho de Dentro, tem realizado esta missão com nossos irmãos e irmãs que vivem em situação de rua.
 Esta tarefa é realizada em equipe por agentes de pastoral da própria paróquia e também de outras paróquias que colaboram com esta obra.
 Os nossos irmão e irmãs em situação de rua chegam à paróquia antes mesmo do horário previsto de abertura, por volta das 7:30h da manhã. Ocorre primeiramente na quadra um breve momento de oração de agradecimento pelo café da manhã. Depois é servido café com leite e pão com manteiga. Após o café, eles são encaminhados a três grupos: o primeiro para o cadastro e higiene, onde recebem roupas limpas e tomam banho, participam do cadastro onde se tem um primeiro contato com eles individualmente. O segundo grupo fica na igreja para um momento de reflexão e partilha da Palavra de Deus na vida. O terceiro grupo fica numa sala onde ocorrem dinâmicas de grupos e momento de partilhas pessoais.
 Todos os que são atendidos passam pelos três grupos através de um revezamento. Por volta das 11:30h mais uma vez todos se reúnem na quadra para almoçar, encerrando-se as atividades.
 Alguns serviços complementares são oferecidos como uma pequena enfermaria para curativos, assistência jurídica por um advogado e a valiosa colaboração dos assistentes sociais para coordenar o cadastro e os encaminhamentos que se fazem necessários como: documentos, atendimento médico, casas de recuperação ou terapêuticas e quando possível uma ajuda para voltar às famílias.
 É um compromisso missionário de evangelização que é feito com amor e carinho àqueles que sofrem os efeitos da realidade urbana de abandono e precariedade da vida nas ruas. Até o momento foram atendida, uma media de 70 a 80 pessoas em situação de rua por semana.
 Esse trabalho é coordenado e acompanhado diretamente pelo pároco Mons. Gustavo Auler, que é
 um exemplo de pessoa dedicada e empenhada no trabalho com os mais necessitados. É mantido pela generosidade dos paroquianos e por doações de outras comunidades e pessoas que doam roupas, alimentos,  material de higiene pessoal (escova de dente, barbeador, pasta de dente, sabonete e toalhas de banho) e também material para curativos como gazes, mercúrios, esparadrapo, algodão, luvas e etc.
 As equipes de trabalhos desta obra são: acolhida, cozinha, cadastro, barbearia, enfermagem, separação e distribuição de roupas, banho, enfermagem, assistência jurídica, partilha da Palavra de Deus e dinâmica de grupo.
 No dia 19 de agosto, tivemos a grata alegria da visita do Bispo Auxiliar Dom Edson de Castro Homem, que participou ao longo do dia, de todo o trabalho. Visitou todos os grupos, conversou com as equipes e abençoo os alimentos oferecidos aos irmãos mais necessitados. Foi um momento de profunda alegria tanto para os voluntários, como para os atendidos pela presença e testemunho de um Bispo da Arquidiocese do Rio de Janeiro.
 Quem quiser contribuir, visitar ou participar desta obra seja sempre bem vindo, todas as terças-feiras das 7:30h as 12h.
 A Paróquia fica na Av. Amaro Cavalcanti 1761 no Engenho de Dentro em frente à Estação de Trem. Tel: 2269-9595 ou 2595-4728.












Colaboração: Wallace Neto


quarta-feira, 13 de agosto de 2014

NOVO CONSELHO PROVINCIAL

Anunciado o novo conselho provincial da Província de Guadalupe - Congregação dos Padres Sacramentinos.
Da esquerda para a direita:
Pe. Jose Laudares (conselheiro);
Pe. Renivaldo (economo provin.);
Pe. Hernado (provincial);
Pe. Jackson (vigário provincial);
Pe. Rafael (conselheiro).
Que Deus abençoe este novo governo na gestão 2014-2018

Colaboração: Padre Marcelo Silva

domingo, 3 de agosto de 2014

CURSO DE FORMAÇÃO PARA MESC 2014

Iniciou-se neste sábado, dia 2 de Agosto, na Paróquia de Sant'Ana - Santuário de Adoração Perpétua, o curso de formação para novos Ministros Extraordinários da Sagrada Comunhão. Neste primeiro dia compareceram 103 candidatos a novos agentes, oriundos das diversas paróquias de nossa arquidiocese.
Dois palestrantes estiveram no evento, Padre Paulo Celso, capelão do hospital Quinta D'Or, e o Padre Luiz Roberto, pároco da Capela São Crispim e São Crispiniano.
O curso, com duração de quatro semanas do mês de agosto, acontece sempre nos sábados das 8 as 13 horas no auditório paroquial de Sant'Ana.
Segundo informações da coordenação do curso, quem já tiver feito inscrição e não pode comparecer neste primeiro encontro, deve participar no próximo sábado.



Padre Paulo Celso palestrando.
Fotos: Wanderly Veríssimo
Texto: Marcos Arzamendia